Chapa majoritária de Wellington poderá ser definida somente nas convenções

Compartilhe: wapp
Governador Wellington Dias tem conversado com a base para deinir composição da chapa majoritária

Governador Wellington Dias tem conversado com a base para deinir composição da chapa majoritária

O governador Wellington Dias (PT) vai iniciar as reuniões com os partidos de sua base aliada para definir que nomes irão compor sua chapa majoritária. O chefe do executivo esperava o fim dos prazos da janela partidária e das filiações para começar o entendimento com as siglas. Os partidos, por sua vez, pressionam para que a definição ocorra até o final deste mês.

Mas, segundo Wellington Dias, o assunto poderá ser encerrado só nas convenções partidárias, em julho. Atualmente, a expectativa maior está com relação à vaga de vice-governador. O Progressistas quer se manter no cargo, o MDB quer a indicação e, após a filiação de João Vicente Claudino, o PTB também passou a reivindicar a vaga.

“Agora sim. Sabendo quem está filiado e aonde, sabendo quem se afastou e quem se coloca à disposição para candidaturas, vamos começar o diálogo pelo entendimento. O prazo é o prazo do entendimento. Temos apenas um prazo fatal que é o da convenção. Daqui até lá nós vamos ter que chegar ao entendimento”, disse.

O governador garantiu que as decisões terão como base “o respeito aos partidos e aos líderes políticos”. Ontem (12), Wellington Dias se reuniu com o presidente da Assembleia, o deputado Themístocles Filho, que é o nome indicado pelo MDB para o cargo de vice. No entanto, o governador afirmou que o assunto era apenas administrativo.

A outra indefinição é com relação a segundo vaga de candidato ao senado, visto que uma já está preenchida com o nome de Ciro Nogueira (PP), que tentará a reeleição. O PSD, o PT e o PDT já anunciaram o desejo pela indicação.

Fonte: Jornal O Dia