Assalto à lotérica: policial militar é indiciado por peculato

Compartilhe: wapp

A 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Parnaíba indiciou o policial militar João de Maria Rodrigues da Costa pelo crime de peculato doloso; por se tratar de um servidor do Estado do Piauí. Da Costa era um dos policiais que atuou quando uma quadrilha realizou um assalto a uma lotérica no bairro Piauí, em Parnaíba, no dia 06 de janeiro deste ano, onde um bandido saiu morto e o outro preso.

da costa

No momento, os repórteres cinematográficos registraram o policial militar com a mochila com em torno de R$ 75 mil. No dia 19 de janeiro a Polícia Civil recebeu R$ 45 mil de parte do dinheiro através da Associação Beneficente de Cabos e Soldados (ABECS). Os demais R$ 25 mil e a mochila não apareceram.

O delegado regional Eduardo Ferreira afirmou que Da Costa é o responsável pelo desaparecimento da mochila com o dinheiro, que confessou e, por isso, está sendo indiciado por peculato, que é um crime que consiste na subtração ou desvio, por abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio, por funcionário público que os administra ou guarda; abuso de confiança pública. O delegado acredita que o relatório, a ser entregue ao Ministério Público, está satisfatório.