Adolescente de 15 anos morre em acidente de moto em Parnaíba

Compartilhe: wapp

Um adolescente de apenas 15 anos de idade, de nome David Klysman Sousa de Aragão, morreu na noite dessa quarta-feira (11/10) após sofrer uma queda de moto na BR-343 em Parnaíba, no litoral do Piauí. O acidente aconteceu por volta das 23h nas proximidades das concessionárias de veículos da cidade.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, populares informaram que após perder o controle da moto Biz de cor vermelha e cair, o adolescente ainda chegou a ser atropelado por outra moto. David Klysman seguia no sentido da avenida Pinheiro Machado e retornava pra casa, situada no bairro Nova Parnaíba.

Desnível na rodovia teria provocado a queda do adolescente.  (Crédito: Kairo Amaral)
Desnível na rodovia teria provocado a queda do adolescente. (Crédito: Kairo Amaral)

O perito criminal Chanxerlley Brandão conduziu os trabalhos de levantamento na cena do acidente e informou preliminarmente que um desnível no asfalto deva ter provocado o desequilíbrio da vítima e posterior queda. De acordo com o laudo do médico legista, David Klysman sofreu uma grave fratura na coluna cervical. Câmeras de segurança devem ajudar a PRF e a perícia da Polícia Civil nas investigações do acidente.

O adolescente era neto de um sargento aposentado da Polícia Militar. O policial reformado compareceu no local e chegou a agredir fisicamente um cinegrafista da TV Costa Norte que registrava o fato. O equipamento da emissora ficou bastante danificado devido a agressão. O profissional sofreu ferimentos no rosto.

David Klysman tinha 15 anos.  (Crédito: Arquivo Pessoal)
David Klysman tinha 15 anos. (Crédito: Arquivo Pessoal)

Por Kairo Amaral / Meio Norte

Nota da TV Costa Norte

A direção da TV Costa Norte se manifesta no sentido de compreender a dor dos familiares do adolescente, falecido neste acidente de trânsito na BR 343, e se consterna pela morte de mais um jovem parnaibano. No entanto, não concorda e repudia qualquer forma de agressão aos profissionais no exercício de suas profissões, respaldados pela liberdade de imprensa. A emissora solidariza-se com os profissionais Daniel Santos, Repórter, e o cinegrafista Pablo Portugal, que foram intimidados no ato em que faziam a cobertura do fato, e que tomaram a atitude ética de respeitar o momento de sofrimento do pai e do avô do garoto, que estavam no local. É lamentável o acidente. Mas também é inaceitável o comportamento de ataque contra os profissionais e seus equipamentos de trabalho, no compromisso e função de informar a sociedade.